Ads 468x60px

segunda-feira, 10 de junho de 2013

VÍCIOS CAPITAIS E VIRTUDES DIVINAS

Igreja Vitória

Evágrio Pôntico (345-399 d.C.) teve uma vida voltada à devoção a Deus de forma separada. Isso o levou a viver no deserto. É dele a identificação dos oito vícios capitais que perturbam a mente humana e arruínam a vida. Posteriormente, esses oito vícios foram resumidos e chamados de “sete pecados capitais”. Os vícios capitais são:
1. Gula; 2. Ira; 3. Ganância ou avareza; 4. Inveja ou vanglória; 5. Orgulho; 6. Luxúria ou impureza; 7. Indiferença ou aborrecimento (acedia - preguiça); 8. Melancolia ou depressão.
A preocupação de Evágrio, em relação a esses vícios, era devido ao efeito desorientador que eles produziam. Segundo ele, esses oito vícios capitais tinham a capacidade de nos tirar do caminho e impedir a conquista de uma vida de comunhão com Deus.
Sabe-se que cada vício acomete-nos em determinado momento, porém seus efeitos espirituais podem demorar a vida inteira para se manifestar. E mais: eles são interdependentes. Mesmo sendo praticado um por vez, seu poder é acumulativo quando não solucionados.
Para superar os oito vícios capitais é necessário um antídoto. Para isso, Evágrio apresenta as “oito virtudes” que servem de orientação para que se encontre novamente o caminho da comunhão com Deus e da anulação desses males. As virtudes são:
1. Temperança (supera a gula); 2. Benevolência (supera a ira); 3. Generosidade (supera a ganância e a avareza); 4. Felicidade (supera a inveja); 5. Humildade (supera o orgulho); 6. Castidade (supera a luxúria e a impureza); 7. Diligência (supera a indiferença e o aborrecimento); 8. Sabedoria (supera a tristeza e a depressão).
Talvez você estranhe nossa abordagem sobre vícios. Uma sociedade que cultua os vícios nem mais se sente como tal. Mas quando tratamos de virtudes até parece coisa de outro mundo!
A prática da virtude, na concepção de muitos, é tornar a pessoa fraca e passível de submissão aos outros de forma a sair perdendo sempre. Quando se trata da virtude, em sua dimensão bíblica, diz respeito às práticas que são preciosas para o Cristianismo. Elas forjam em nós a imagem de Cristo e impõe a crucificação de nossa carne. Perceba que cada virtude se destina a ferir mortalmente um mal próprio da natureza pecaminosa.
Numa sociedade de ‘‘viciados’’, os discípulos de Jesus devem se destacar como sociedade dos ‘‘virtuosos’’.

Tenha uma semana de vitória em Deus!

Rev. Lucas Guimarães

* * *
"Numa sociedade de ‘viciados’, os discípulos de Jesus devem se destacar como sociedade dos virtuosos’’.

* * *

Igreja Presbiteriana Vitória
Adorar a Deus, amar Jesus, e torná-lo amado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário