Ads 468x60px

quarta-feira, 8 de maio de 2013

ALIMENTO AO CORAÇÃO

Igreja Vitória

          Essa semana, quero alimentar o meu coração e o seu com algumas declarações de homens de Deus:
          ‘‘Seremos galardoados, não apenas pelo trabalho que fizemos, mas pelas cargas que carregamos. Não tenho certeza, mas os galardões mais brilhantes talvez sejam para aqueles que levaram suas cargas sem murmurar. Naquele dia, Ele tomará o lírio que permaneceu tanto tempo entre os espinhos, e o levantará para que se torne a glória e a maravilha de todo o Universo; e o perfume daquele lírio provocará louvores inefáveis em toda a multidão celestial’’ (Andrew Bonar, pastor escocês, séc. XIX).
           ‘‘Todas as aflições dos justos abrem-se em alguma coisa gloriosa. O prisioneiro não é apenas libertado: ele encontra um anjo esperando por ele junto à porta. E com cada livramento vem uma bênção específica. Um anjo chama-se fé; outro, amor; este, alegria; aquele, longanimidade; este outro, benignidade; aquele outro, bondade; e este, mansidão; e ainda aquele, temperança; e também este, paz. Cada uma dessas graças diz: Viemos de grandes tribulações e tormentas’’ (G. Bowen).
          ‘‘O ouro não pode ser usado como moeda enquanto acha-se misturado ao quartzo e à rocha em que fica incrustado. Assim, sua alma é inútil para Deus até que seja ela arrancada do pecado, do mundanismo e do egoísmo em que se encontra enterrada. Mas, pelo poder regenerador do Espírito, você precisa ser moldado e separado para Cristo, recebendo a sua imagem e inscrição, sendo transformado em moeda divina que trará sua semelhança entre os homens. O cristão é o meio de circulação usado por Cristo, a moeda do Reino, por meio da qual se concretizam as grandes transações de misericórdia e graça com o mundo perdido. Assim como o dinheiro está no lugar do ouro, também o cristão está no lugar de Cristo, representando sua vontade, sempre boa e aceitável’’ (A. J. Gordon, pastor americano, séc. XIX).
          ‘‘Não devemos contentar-nos com menos do que a maior produção. Nossas vidas devem ser repletas de boas obras. Assim, na época da colheita, poderemos dizer: ‘Pai, eu te glorifiquei na terra’’’ (W. Jennings).
         Aos que tem fome e sede das coisas do Reino de Deus, os quatro textos acima são capazes de saciar nossa vontade de viver para a glória de Deus em tudo.
         Tenha uma semana vitoriosa por Cristo Jesus!

          Rev. Lucas Guimarães

* * *
Igreja Presbiteriana Vitória
Adorar a Deus, amar Jesus, e torná-lo amado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário