Ads 468x60px

terça-feira, 30 de abril de 2013

IGREJA: CONSOLIDAÇÃO E INTEGRIDADE

Igreja Vitória

“Sê vigilante e consolida o resto que estava para morrer, porque não tenho achado íntegras as tuas obras na presença do meu Deus” (Apoc. 3.2).


         É muito fácil abandonar o barco quando à deriva. Mais fácil ainda é abandonar a igreja e dizer: ''Sai porque nela estão todos se desviando dos caminhos do Senhor!'' O pecado e a rebelião sempre têm desculpas. O cristão é chamado para uma obra excelente. Se verdadeiramente ele tem Jesus como Senhor e acredita que a igreja é amada por Cristo, tomará duas atitudes quando for confrontado com o erro dentro da igreja:
          1. Ele deve vigiar – Quem se encontra de pé, deve ter cuidado para não cair (1Co. 10. 12). Esse é o alerta bíblico! O erro de um não significa de todos. É temerário achar que somente eu sou puro na igreja. Elias pensou assim e Deus mostrou que havia sete mil que não se dobravam a Baal. Elias, que se achava único, encontrava-se escondido!
         2. Consolidar os que ainda não se contaminaram – Que tarefa bendita! No meio do erro, sabemos que existem pessoas que ainda não se contaminaram. Nosso chamado é para cuidar dessas pessoas para que elas continuem servindo a Cristo em pureza de coração. Aquele que abandona a igreja devido ao erro de alguém não conhece essa bênção. O justo triunfará na presença dos injustos!
         A integridade é tudo diante de Deus. Quando ela se ausenta, faltou o necessário para a verdade prevalecer e a justiça triunfar. É um completo caos, uma vida sem integridade diante de Deus. O que oferecemos ao Senhor ou é sincero ou será inútil. Deus não aceita oferta segundo o padrão de Caim. Ele aceita oferta segundo o padrão de Abel: sincera, humilde e inocente, como foi também a de Cristo. Todo serviço apresentado a Deus sem integridade é vanglória! Quando a motivação não é a sinceridade, Deus não aprova. A integridade é maculada pela inveja e pelo afã da busca de glória para si mesmo. Não existe meia integridade!
          Ou você é integro ou não é. Você tem uma cara ou duas, um coração ou dois, é sincero ou falso. A integridade não lida com meia-verdade e nem com meia-mentira. A integridade busca a pureza de coração e a sã consciência que vive em paz com Deus. Não podemos enganar a Deus e nem iludi-lo. Na balança de Deus, apenas a integridade tem peso, medida e bênção. John MacArthur pontua: “Para ser homem ou mulher de integridade, você precisa estar cônscio do inconveniente da hipocrisia. Você precisa saber quanto Deus se aborrece com a hipocrisia e procura trocá-la pela vida de santidade.”
         Tenha uma semana vitoriosa por Cristo Jesus!

         Rev. Lucas Guimarães

* * *
"A integridade é tudo diante de Deus. Quando ela se ausenta, faltou o necessário para a verdade prevalecer e a justiça triunfar."

* * *

Igreja Presbiteriana Vitória
Adorar a Deus, amar Jesus, e torná-lo amado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário