Ads 468x60px

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

QUANDO DEUS PARECE DISTANTE

Deus


          Deus é real, a despeito de como você se sinta. É fácil adorar a Deus quando as coisas vão bem. Mas as circunstâncias mudam! A mais profunda adoração é louvar a Deus a despeito da dor, dar graças durante a provação, manter a confiança nele em meio à tentação, render-se a ele durante um sofrimento e amá-lo quando ele parece distante.
         Como toda amizade seu relacionamento com Deus pode oscilar entre a aproximidade e o distanciamento. Para amadurecer a amizade, Deus irá testá-la com períodos de aparente separação – épocas em que se tem o sentimento de que Deus nos abandonou ou esqueceu. E esse momento não tem nada de errado!
           Nos dias de hoje, o erro mais comum que os cristãos cometem ao adorar é buscar uma experiência em vez de buscar a Deus. Eles buscam sensações e, se elas ocorrerem, concluem que foram bem-sucedidos em adorar. Errado! Na realidade, Deus em geral afasta as nossas sensações para não dependermos delas. Deus está sempre presente, pois ele é onipresente, mas nem sempre manifestando a sua presença que é sentida pela sensação. Isto não significa que ele não esteja presente! Deus está interessado que você confie nele e não somente que você o sinta.
           Como louvar a Deus quando você não compreende o que está acontecendo na sua vida e Deus está em silêncio? Como manter os olhos em Jesus quando eles estão cheios de lágrimas? Diga a Deus exatamente como você se sente – derrame seu coração na certeza de que Deus o aceita. Concentre-se em quem Deus é – sua natureza imutável – Lembre-se daquilo que é eternamente verdadeiro a respeito de Deus: ele é bom, ele me ama, está comigo, sabe o que estou passando e se importa comigo e tem um plano para mim. Nunca duvide na escuridão do que Deus lhe disse na luz! Confie que Deus cumprirá as promessas – Em tempos de seca espiritual, você deve confiar pacientemente nas promessas de Deus e não nas emoções. Deve perceber que ele o está levando a um nível mais profundo de maturidade. As circunstâncias não pode mudar o caráter de Deus. A graça de Deus ainda está a plena força; ele ainda é a seu favor, mesmo que você não possa senti-lo. Lembre-se do que Deus já fez por você. Mesmo que Deus não tivesse feito nada mais por você, mesmo assim mereceria seu louvor ininterrupto pelo resto de sua vida, por causa do que Jesus fez por você na cruz. Jesus e seu sacrifício é o maior de todos os motivos para adorar.
          Jesus desistiu de todas as coisas para que você pudesse ter todas as coisas. Ele morreu para que você pudesse viver para sempre. Somente isso já vale seu agradecimento e louvor contínuo. Você nunca mais deveria se perguntar por que motivo deveria ser grato. A Deus todo louvor!
          Tenha uma semana de vitória no Senhor!

            Rev. Lucas Guimarães

           (Adaptado do livro Uma vida com propósito)

Nenhum comentário:

Postar um comentário