Ads 468x60px

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

ORAR E LOUVAR

Igreja Vitória


“...e, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos...” (Apoc. 5.8).

          Quando se tem a certeza de que Cristo tem em suas mãos o destino de nossa vida, então é possível viver a adoração em sua plenitude. Cristo deve ser adorado pelo que ele é. Toda a direção da vida encontra-se em suas mãos. O crente tem essa certeza porque a Palavra de Deus afirma. O nosso Cristo é Senhor soberano da história, dos acontecimentos e dos fechamentos. Diante dessa realidade, o crente assume sua postura de adoração ao Cristo de nossa salvação. Essa adoração remete-o a duas práticas da espiritualidade de valor inestimável: 1. Louvor - viver a fé em Cristo e a confiança de nele estar segura a nossa vida leva-nos a louvá-lo na beleza de sua santidade, bondade e amor. Através de cânticos ou palavras de exaltação ao seu nome, nosso coração é todo alegria pela graça de ter Jesus; 2. Oração - certos de que estamos seguros nas mãos de Cristo, somos levados a uma confiante comunhão com ele. Essa comunhão revela-se mais e mais através do ato da oração. Ter a vida nas mãos de Cristo levá-nos à valores espirituais que agradam a Deus e fortalece nossa comunhão com Cristo. Como diz Emil Brunner: “Oração é uma declaração de impotência, é a entrega da vida: Toma tu o leme, eu não posso mais. Só aquele que ora, realmente, que sabe: Eu não posso fazê-lo, ninguém pode fazê-lo, senão Deus somente. Dependência total e incondicional”.
          Sua vida encontra-se nas mãos de Cristo. Ele a recebeu das mãos de Deus. Suas maravilhosas mãos que curaram leprosos, cegos, paralíticos e mortos, e que recebeu pregos para que o amor de Deus irresistivelmente o alcançasse e salvasse, agora recebe sua vida. O coração grato responde ao divino cuidado e amor de Cristo com louvor e oração. Reconhece-o como seu Senhor através do louvor e se entrega aos seus cuidados através da oração.
          No louvor, declaramos que a Cristo pertencem todos os elogios e exaltação. Cristo é bendito em tudo que é! Na oração, declaramos que sem ele não podemos nada. É a condição bendita da qual Paulo falou: “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fp. 4.13).
           Que o Senhor abra o livro de sua vida e abençoe você com a graça de sair vencendo e para vencer. Que haja em você todo motivo para louvar ao Senhor e buscá-lo em todo o tempo!

          Rev. Lucas Guimarães

Leia também: O valor da oração

Nenhum comentário:

Postar um comentário