Ads 468x60px

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

LEVAR CARGAS E RECOMPENSA


"Seremos galardoados, não pelo trabalho que fizemos, mas pelas cargas que carregamos. Não tenho certeza,  mas os galardões mais brilhantes talvez sejam para aqueles que levaram suas cargas sem murmurar. Naquele dia, Ele tomará o lírio que permaneceu tanto tempo entre os espinhos, e o levantará para que se torne a glória e a maravilha de todo o Universo; e o perfume daquele lírio provocará louvores inefáveis em toda a multidão celestial" (Andrew Bonar)

      Esse pensamento contém várias verdades práticas e profundas que podem mudar nosso jeito de viver muitas coisas.
    Primeiro, diz respeito ao valor que damos ao trabalho como sentido de utilidade na vida, e as cargas que levamos como mecanismos apenas de sofrimento. Deus reserva recompensa àqueles que toma a cruz e segue. Do que adianta muito trabalho no Reino, mas pouca condição para relevar, suportar e carregar fardos? É na dinâmica do carregar as cargas que somos abençoados. Deus também abençoa aqueles que se esforçam para que o Reino aconteça, mas faz brilhar aquele que suporta sem murmurar. Todo trabalho perde o sentido quando o dia a dia é vivido em murmuração.
Segundo,  queira ser lírio que permanece entre os espinhos. Deus o plantou ai para ser uma bênção. Pense um pouco. Tudo seria apenas espinhos, mas Deus o colocou para que houvesse também lírios. Espere Deus o colher e o elevar para louvor da glória dele.
    O peso da carga não é nada comparado a recompensa de Deus. Não murmure, louve a Deus! Viver entre os espinhos é profundamente doloroso, mas plenamente abençoador. Os espinhos não impedem os lírios serem lírios, e os problemas do crente ser o bom perfume de Cristo.
     Acima de tudo creia que o seu trabalho e sua persistência não é vão no Senhor. Deus o galardoará e colocará uma coroa sobre sua cabeça. Continue! Não desista jamais!

      Rev. Lucas Guimarães

Nenhum comentário:

Postar um comentário