Ads 468x60px

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Pastoral (11/12): Para ser semelhante a Cristo

Richard Foster, autor do livro Celebração da Disciplina, em um artigo para o Renovaré Brasil, falando sobre crescimento espiritual escreve:
“Para o cristão, o céu não é uma meta, e sim para onde nos destinamos. A meta é que ‘Cristo seja formado em você’, usando as palavras do apóstolo Paulo (Gl. 4.19). Aos Romanos, ele declara, ‘Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho’ (Rm. 8.29). E aos Coríntios, ele afirma, ‘todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem’ (2Co. 3.18). Sendo assim, o ousado objetivo da vida cristã pode ser resumido em sermos formados, conformados e transformados à imagem de Cristo. E o incrível disso tudo é que Jesus Cristo veio como eterno Salvador, Mentor, Senhor e Amigo de seu povo”.
Foster continua: “Ele que é o Caminho, nos revela o modo de viver para que compartilhemos cada vez mais o seu amor, a sua esperança, as suas emoções e seus hábitos. Ele se ajunta a nós, assim como nos ajuntamos a ele, e nos ensina como viver nossas vidas da mesma maneira que ele viveria se estivesse em nosso lugar.”
Foster enfatiza: “Precisamos insistir que este estilo de vida é verdadeiramente sustentável quando as opiniões estão em comunhão. Essencial para o nosso crescimento na graça é uma vida em comunidade onde há responsabilidade em amor e para edificação. Ser semelhante a Cristo não é meramente uma obra individual, mais do que isso, emana da comunhão em amor com os irmãos. Nós juntos somos o corpo de Cristo, chamados para cuidarmos uns dos outros em amor. Infelizmente, nos dias atuais, observa-se uma ignorância enorme no modo como alcançamos essa semelhança a Cristo, tanto como indivíduos quanto como comunidade da fé.”
O mesmo conclui: “Nós carecemos de uma teologia do crescimento. E, por isso, precisamos aprender como ‘crescer em graça e conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo’ (2Pe 3.18). Em particular, precisa-mos aprender como cooperar com ‘os meios da graça’ que Deus ordenou para a transformação da personalidade humana. Nossa participação nesses ‘meios’ ordenado por Deus nos capacitará, cada vez mais, a assumirmos o caráter e o estilo de vida de Jesus Cristo.”
Os meios da graça são a Ceia do Senhor, as Escrituras e as disciplinas espirituais. Quando nos engajamos na prática desses meios da graça, Deus nos transforma e conforma a vida de Cristo a nossa vida. Esse é o caminho!
Tenha uma semana abençoada por Deus!

Rev. Lucas Guimarães

Igreja Vitória - Praia Grande/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário