Ads 468x60px

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Pastoral da semana: APRENDENDO A ESPERAR!

A esperança é uma das três virtudes supremas da espiritualidade cristã. Ela, ao lado da fé e do amor, formam o alicerce que é capaz de sustentar toda a estrutura da nova vida em Cristo. Todavia, muitos têm dificuldade de esperar pelo tempo de Deus. Apesar da esperança e do esperar estarem intimamente ligados, não significa a mesma coisa. A esperança está mais voltada para a fé, e o ato de esperar para a perseve-rança e a paciência.
Joshua C. Kang, em seu livro O caminho da transformação, diz que ‘‘aprender a esperar é uma das maneiras pelas quais somos treinados no deserto.’’ Segundo ele, ‘‘a cronometragem do tempo para Deus muitas vezes é bem mais lenta que a nossa.’’
Oswaldo Chambers, pastor escocês, falando a respeito, orientou: ‘‘Quero que você medite em como Deus é tranquilo! Ele não se apressa em fazer as coisas.’’ Nossa afobação não produz impaciência em Deus. Ele mesmo não se afoba. Deus cumpre suas promessas e usa a demora do tempo para executá-las.
Joshua C. Kang pontua: ‘‘Muitas das grandes figuras da Bíblia passaram longos períodos esperando até que Deus as enviasse para entrar em ação. Essas pessoas permaneceram inquietas, enquanto Deus as estava moldando; mas sua espiritualidade amadureceu no final.’’ O vinho neces-sita do tempo para ganhar qualidade e gosto. A ênfase de Deus não se encontra em nossas realizações. O que  importa para Deus é que nos tornemos o que ele quer que sejamos. O missionário Henry Martin pedia a Deus: ‘‘Ensina-me que o maior ministério a que posso me dedicar nesta vida é o de santificar minha vida.’’
Tudo que Deus faz destina-se a um alvo maior do que a realização de nossas necessidades básicas. Sua vontade é nos levar à estatura de Cristo. Quando estivermos vivendo conforme a disposição que Cristo viveu a vontade de Deus, então as demais coisas nos serão acrescen-tadas.
O salmista declarava sua espera paciente em Deus (Sl. 40.1). A espera impaciente é um trauma que desestrutura todo o trabalho do Espírito Santo no seu afã de nos fazer descansar na graça salvadora de Deus.
É necessário educar nossas emoções para confirmar o que nossa esperança nos diz: ‘‘Que Deus é bom, e que ele tem promessas para nós e as cumprirá no devido tempo.’’
O adágio popular diz: ‘‘Quem espera em Deus não se cansa.’’ É verdade! Quem espera no Senhor renova suas forças!

Nenhum comentário:

Postar um comentário